VOLTAR

População de Toledo conta com reforço de R$ 20,3 milhões na saúde

Os recursos liberados na gestão do ministro da Saúde, Ricardo Barros, foram para Atenção Básica, urgência e emergência e para emendas parlamentares, que estavam paradas desde 2014

Ricardo Barros - População de Toledo conta com reforço de R$ 20,3 milhões na saúde

Desde que o Hospital Bom Jesus foi contemplado com investimentos do Ministério da Saúde, a rotina de atendimento mudou muito. A unidade, que estava em crise, teve um aporte financeiro de média e alta complexidade que permitiu que o Hospital mantivesse todas as suas atividades. 

 

“Quem é da região sabe que em 2015 para 2016 enfrentamos uma grande crise e com a destinação de recursos do ministro da Saúde, Ricardo Barros, conseguimos manter os serviços oferecidos, atendendo normalmente em plena capacidade. Os recursos permitiram manter o pagamento dos funcionários em dia, a aquisição de medicamentos e demais materiais e recuperou a credibilidade com a comunidade, que hoje também ajuda o Hospital por saber de sua importância”, conta a Superintendente do Hospital Bom Jesus, Nissandra Karsten. O município de Toledo ganhou, desde que o ministro da Saúde, Ricardo Barros, assumiu a pasta, em maio de 2016, reforços na ordem de R$ 20,3 milhões para ampliar e qualificar os serviços oferecidos à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). O valor destinado ao município permitiu à população contar com 21 novos Agentes Comunitários de Saúde e 03 novas Equipes de Saúde Bucal, ter garantida a abertura da UPA de Toledo, novos atendimentos ambulatorial e hospitalar, além de mais atendimentos da Rede Cegonha e de cirurgias em diversas especialidades. Os recursos dizem respeito a investimentos na Atenção Básica, serviços de média e alta complexidade e a emendas parlamentares que estavam paradas desde 2014. 

 

Do total de recursos, R$ 8,8 milhões foram destinados à habilitação e/ou qualificação de serviços e leitos de média e alta complexidade que funcionavam sem a contrapartida do Governo Federal. Os recursos contemplam principalmente a Associação Beneficente de Saúde do Oeste do Paraná (HOESP), que teve mais leitos habilitados para receber a população. No período, Toledo também foi contemplado com mais R$ 1,5 milhão anual para habilitar uma nova Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h). Esta unidade está preparada para receber a população que precisa de atendimento médico de urgência e emergência de média complexidade, com equipe multiprofissional disponível em período integral para intervir nos casos de maior gravidade e, quando necessário, encaminhar o paciente a um Hospital Geral Especializado. 

 

“A comunidade esperava há muito tempo o funcionamento da UPA 24 horas que só começou a funcionar na gestão do ministro Ricardo Barros, quando conseguimos ter um diálogo melhor com o Ministério da Saúde. Outro ponto essencial que contamos com o apoio do ministro foi na atualização do valor de custeio das UTI’s de toda a região Oeste, um passo importante para nós e no atendimento da população”, afirma o secretário de Saúde de Toledo, Thiago Stefanello. 

 

Toledo também recebeu, em parcela única, incremento de R$ 3,6 milhões para implementar a Estratégia Rede Cegonha e ampliar os serviços de média e alta complexidade locais. O dinheiro será usado pela Secretaria Municipal de Saúde conforme as necessidades e demandas das unidades de saúde especializadas. “Quero destacar meu compromisso com a saúde da população. Desde que aceitei o desafio de assumir um ministério de grande porte e de altíssima complexidade, porque lida diretamente com vidas, como é o da Saúde, tenho feito um trabalho baseado na transparência, no investimento constante e na ampliação e qualificação dos serviços. O objetivo é levar uma saúde pública de qualidade a quem precisa e tenho certeza que Toledo, assim como diversos outros municípios, começa a sentir os resultados positivos desta dedicação em prol da população”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros. 

 

ATENÇÃO BÁSICA – Em julho deste ano, Toledo recebeu um incremento de R$ 394 mil para reforçar a Atenção Básica, principal porta de entrada para o SUS. O dinheiro refere-se à habilitação de 21 novos Agentes Comunitários de Saúde e 03 novas Equipes de Saúde Bucal. Atualmente, existem na região 09 obras em execução, via fundo a fundo, referentes a 01 Academia da Saúde, 07 Unidades Básicas de Saúde e uma Unidade de Pronto Atendimento na região. Juntas, essas obras somam R$ 4 milhões em empenhos, tendo sido pagos até o momento o montante de R$ 3,9 milhões. 

 

EMENDAS PARLAMENTARES – Ano passado, foram pagos R$ 4,5 milhões, referentes a 09 emendas, e este ano já foram repassados R$ 1,5 milhão para liberação de outras três emendas. Todas estavam aguardando liberação desde 2014 e são voltadas para aquisição de equipamentos e materiais permanentes, aquisição de produtos médicos de uso único, manutenção de unidades hospitalares, reforma de unidade de atenção especializada em saúde e custeio de serviços de média e alta complexidade. 

 

REDE CEGONHA – A Rede Cegonha, estratégia do Governo Federal de incentivo ao parto normal humanizado e de assistência integral à mãe e ao bebê, é responsável pela totalidade de partos no município de Toledo. A Rede Cegonha oferta assistência integral à saúde das mulheres e crianças de até dois anos na rede pública, acompanhando o pré-natal, o parto e o pós-parto. 

 

Fonte: Ministério da Saúde