VOLTAR

Hospital Regional de Toledo passa a ser administrado pela EBSERH

Protocolo de intenções entre a EBSERH, UFPR e prefeitura de Toledo permite que o hospital seja incorporado a Universidade Federal do Paraná

Ricardo Barros - Hospital Regional de Toledo passa a ser administrado pela EBSERH

Nesta terça-feira (20), a EBSERH (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Prefeitura de Toledo assinaram um protocolo de intenções para que o Hospital Regional de Toledo, de gestão municipal, passe a ser de propriedade da Universidade Federal do Paraná e, posteriormente, seja integrado à Rede Ebserh. Com essas medidas, futuramente, o Hospital passará a receber recursos pelo REHUF (Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais. Essa unidade hospitalar foi construída com investimento do Ministério da Saúde, no valor de R$ 11, 8 milhões. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, acompanhou a cerimônia de assinatura do protocolo.

“Trabalhamos muito e chegamos à possiblidade de uma concessão para que Toledo entrasse para essa rede de hospitais da EBSERH. Tenho certeza que foi uma decisão acertada, pois Toledo é uma cidade muito importante para a região, como a Universidade”, ressaltou o ministro durante a cerimônia. O hospital de Toledo estava pronto desde 2013, mas não entrou em funcionamento desde então, por falta de recursos.

Quando entrar em funcionamento no primeiro semestre de 2019, o Hospital Regional de Toledo atenderá 18 municípios. Com apoio da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Paraná e gestão da EBSERH, o hospital servirá como campo de prática para realização de atividades de ensino, pesquisa e extensão, de ensino-aprendizagem e formação de pessoas no campo da saúde pública, bem como prestação da assistência à população no âmbito do SUS.

O hospital terá gestão compartilhada, com a supervisão da EBSERH e será 100% SUS. A unidade, que vai funcionar como um hospital geral fará atendimento de média e alta complexidade e será referenciado para urgências e emergências. O Hospital Regional de Toledo conta com 90 leitos, sendo 10 de UTI e 80 gerais. Estão previstos, também, serviços de apoio diagnóstico entre outros, laboratórios de análise clínica, diagnóstico por imagem, e endoscopia.  Para esse início de funcionamento em 2019 estão previstos um custeio de R$67 milhões segundo estudo de viabilidade do hospital.

O município de Toledo conta, atualmente, com 457 estabelecimentos de Saúde, sendo 3 hospitais gerais (entidade empresarial/sem fins lucrativos) e 02 unidades de pronto atendimento (público municipal). Toledo possui hoje 370 leitos, sendo 46% SUS.

O estado do Paraná, recebeu por meio do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF), um programa entre o Ministério da Saúde e Educação R$ 48.3 milhões em 2017 que foram para o Complexo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e R$ 29.97 milhões em 2016. Em 2018, a unidade já recebeu R$ 3.33 milhões. Os montantes relativos ao REHUF são compostos por recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Saúde e destinados a todos os hospitais universitários federais, que hoje totalizam 48 unidades no Brasil.

 

Fonte: Ministério da Saúde